TIPOS DE LAYOUT DE LOJAS

tiposlayoutlojamoda
Por Eduardo Vilas Bôas*
Layout é o posicionamento das paredes, colunas, caixas e balcões, provadores, equipamentos, setores e quaisquer outras estruturas, de forma que estimulem a movimentação do consumidor por todo o ponto de venda (PDV).

Um layout bem planejado permite ao varejista maximizar as vendas para cada metro quadrado do PDV, uma vez que a ideia é alocar cada setor/categoria de produtos e estruturas obrigatórias nas suas melhores regiões dentro da loja, conforme o estudo do comportamento do consumidor.
Assim, os layouts após prontos devem mostrar o tamanho e a localização de cada departamento/setor, quaisquer estruturas permanentes, locais de fixação e padrões de tráfego de clientes, servindo de orientação para toda equipe de visual merchandising e vendas. 
Conforme ilustra a imagem abaixo, os setores desse magazine são identificados por cores, metragem e o percentual que cada área representa no total da área de vendas, o que deve corresponder ao faturamento de cada setor nas vendas daquela loja. Ainda é possível saber quantos e quais equipamentos devem compor a loja, bem como a quantidade de caixas e provadores. 

Esse layout foi feito através do software AutoCAD (leia mais sobre ele aqui). 
O tipo de layout da loja vai depender do tipo de produtos vendidos, a localização do edifício, a arquitetura do prédio, o posicionamento de concorrentes em volta a loja e quanto a empresa pode investir no projeto em geral. 
Existem algumas prioridades para análise na construção de um layout, que passa pelo estudo desses 5 aspectos:

3 – Estrutura de Corredores
4 – Identificação dos Espaços Nobres
5 – Guiar a trajetória do cliente para Zonas Frias
Nesse texto, vamos abordar apenas o aspeto número 3 (Estrutura de Corredores), por isso, logo abaixo estão alguns layouts base de loja.
Planta Reta: O piso plano reto é um excelente layout de loja para a maioria dos tipos de varejo. Ele faz uso das paredes e luminárias para criar pequenos espaços dentro da loja. O piso plano reto é um dos projetos de loja mais econômicos.
Planta Diagonal: O piso plano diagonal é uma boa opção para o layout da loja de auto-atendimento. Ele oferece uma excelente visibilidade para os caixas e clientes. O piso plano diagonal convida o fluxo de circulação e tráfego pela loja.
Planta Angular: O piso plano angular é melhor utilizado para lojas especializadas de alto nível. As curvas e ângulos de luminárias e paredes fazem o projeto da loja se tornar mais caro. No entanto, os ângulos suaves criam um melhor fluxo de tráfego em toda a loja de varejo.
Planta Geométrica: A planta geométrica é um projeto de loja apropriado para lojas de roupas e confecções. Ele usa racks e acessórios para criar um tipo interessante, mas nada fora do comum de design de loja, mas sem um custo elevado.
Planta Mista: O plano de piso misto incorpora no chão a Planta Reta, Diagonal e Angular para criar o design da loja mais funcional. O layout direciona os movimentos de tráfego para as paredes e o fundo da loja.
Independente do tipo de planta, existem quatro hierarquias que se mantêm invariavelmente em qualquer tipo de varejo.
Primeira parte (azul): vitrinas e respiros
Segunda parte (amarelo): produtos de compra por impulso e promoções.
Terceira parte (laranja): zona de cognição, isto é, produtos e serviços que o cliente analisa com mais cautela.
Quarta parte (vermelha): produtos e serviços de destino na marca.
Exercício: Mapeando Sua Loja 
Utilize um papel quadriculado, uma régua e um lápis para elaborar o mapeamento de sua loja – paredes, entrada, corredores e estruturas fixas (provadores, depósitos, caixa e estoque).

Observe o mapa de Layout e responda:
1. Os clientes conseguem entrar facilmente na loja e virar à direita?
2. Qual a estrutura de corredor que melhor descreve o seu layout?
3. A configuração dos corredores chama o cliente para entrar até o fundo da loja?
4. Os clientes se sentem orientados ou presos?
5. Existe a possibilidade de um layout melhor para a sua loja?
Atenção: Muitos fatores podem convidar o cliente a sair de sua loja como a falta de produto, mal atendimento, corredores confusos, engarrafamentos ao redor do caixa, nas áreas de atendimentos ou nos provadores, corredores muito estreitos (carrinhos de bebê, cadeiras de rodas e pessoas obesas), iluminação precária, etc.

*Eduardo Vilas Bôas coordena o MMdaMODA. É mestrando em Têxtil & Moda pela EACH/USP, pós-graduado em Gerenciamento de Marketing, pós-graduado em Comunicação & Semiótica e bacharel em Moda. Tem experiência com marketing, visual merchandising e produção de moda, além de gerenciamento de confecção. Escreve artigos periódicos para o Portal Audaces sobre educação de moda e presta consultoria, treinamentos e realizada pesquisas através do MMdaMODA desde 2010. É também docente para o Senac São Paulo.

OUTROS ARTIGOS RELACIONADOS
ONDE ALOCAR CORRETAMENTE OS PRODUTOS NO LAYOUT DE UMA LOJA?
POSICIONAMENTO DAS SEÇÕES NO LAYOUT DE LOJA
TENDÊNCIA DE VIRAR À DIREITA DETERMINA LAYOUT DAS LOJAS
LAYOUT DE LOJAS INFANTIS

(Visited 21.462 times, 1 visits today)
SHARE THIS

RELATED ARTICLES

3 COMENTÁRIOS

LEAVE COMMENT

Curso livre a distância

CURSO LIVRE (a distância) EM VISUAL MERCHANDISING DE MODA

O curso online de Visual Merchandising de Moda do MMdaMODA abrange conceitos teóricos e práticas de mercado e está pautado em fotos, vídeos, cases de sucesso e materiais complementares, como artigos e reportagens.

Saiba mais