Qual a diferença entre shopper, consumidor, comprador e cliente?

shoppervarejomoda
São tantos termos que procuram designar os papeis das relações que consumo que, facilmente, ficaríamos confusos. E a lista não para: agora só se fala em shopper no varejo. Mas entenda que essas nomenclaturas não são modismos, na realidade elas refletem uma nova forma de compreender o consumo que, cada vez mais, está complexo.
+
Até a década de 1990 usávamos apenas duas denominações: consumidor e comprador. Ambas eram sinônimos, apesar de comprador também ser usado para referenciar-se ao profissional de compras das marcas (fashion buyer). Com a profissionalização do varejo e novos hábitos de consumo dos indivíduos, os estudiosos perceberam que as pessoas têm assumido papéis diferentes na compra, afinal, muitos dos itens que você usa ou consome foram adquiridos por outras pessoas para você.
 +
Assim, podemos conhecer cada um dos termos.
+
Comprador: também chamado de fashion buyer é o comprador de moda, e refere-se a uma pessoa “ou grupo de pessoas (a equipe de compras), que tem como função básica comprar produtos para uma empresa de varejo. Ele trabalha arduamente na busca de tendências, em busca de materiais e/ou produtos, desenvolvendo planos de compras sazonais e trabalhando com vendedores externos e designers na produção da linha que será vendida […]” (SHAW; KOUMBIS, 2014, p.12).
 +
Shopper: é o indivíduo que realiza a compra com o lojista, ou seja, “o papel exercido no processo de compra, em que se decide onde comprar e se estabelece o comportamento no ponto de venda, considerando as motivações e os estímulos no processo de interação com produtos e modelos de vendas” (ALVAREZ, 2008, p. 59). O shopper não necessariamente será o consumidor do produto ou serviço, por exemplo, quando você compra um presente para um amigo você é o shopper e seu amigo o consumidor, quem está sujeito aos estímulos da atmosfera de loja é você, e não ele.
 +
Consumidor: também chamado de consumer é a pessoa que usa ou consome o bem/serviço adquirido, seja por ela mesma ou por uma outra pessoa ou grupo de pessoas. A maioria e as tradicionais teorias sobre o comportamento do consumidor versam sobre isso: o ato de usar o bem e não sobre o processo de aquisição na loja. Assim, um consumidor de roupas pode também ter sido um shopper, se foi ele mesmo quem comprou os artigos. Vale ressaltar que o Código de Defesa do Consumidor não faz distinção entre shopper e consumidor.
 +
Cliente: também chamado de freguês é uma expressão que tem origem na antiga Roma, referindo-se ao indivíduo que estava sob a proteção de um patrono (cidadão rico e poderoso), isto é, estava fixo/preso a ele. Cliente, assim, é entendido hoje como o consumidor e/ou shopper fieis. Pessoas que compram e/ou consomem sempre do mesmo varejista ou marca, estreitando seu relacionamento e, com isso, as vantagens para ambos. É a famosa clientela, aquele grupo que sempre está presente no ponto de venda!
 +
Agora que você entende as diferenças, já imagina como é importante designar e compreender cada um desses papéis que os indivíduos assumem no consumo, uma vez que existem muitas particularidades em cada uma dessas instâncias.
(Visited 3.099 times, 1 visits today)
SHARE THIS

RELATED ARTICLES

LEAVE COMMENT

Curso livre a distância

CURSO LIVRE (a distância) EM VISUAL MERCHANDISING DE MODA

O curso online de Visual Merchandising de Moda do MMdaMODA abrange conceitos teóricos e práticas de mercado e está pautado em fotos, vídeos, cases de sucesso e materiais complementares, como artigos e reportagens.

Saiba mais