Garota Propaganda? Diretora de Criação?

polaroid_2
Em fevereiro de 2008 anunciava-se na web o fim das máquinas Polaroid. 
Muitos apaixonados, que não se deixaram seduzir pela era digital, gritaram aos quatro ventos sua indignação, mas de nada adiantou. Em 2009 a Polaroid faliu! O fundo de investimentos Patriarch Partners adquiriu em um leilão a totalidade dos ativos da Polaroid que estava sob a proteção da lei de falências dos Estados Unidos. Na ocasião a Patriarch Partners disse que faria com que a marca voltasse a ser líder de mercado. 
E como fazer isso? Estratégias de marketing (além de reestruturação financeira, claro!). 
Em janeiro deste ano a Polaroid anunciou durante uma coletiva de imprensa na CES que a cantora Lady Gaga atuará como a nova diretora de criação da empresa. Segundo o comunicado oficial, ela cuidará de uma linha específica de produtos que deve chegar às lojas ainda no começo de 2010. “A Haus of Gaga [empresa de Gaga responsável pelas criações de seus clips, roupas, discursos etc] está desenvolvendo protótipos na veia da moda, tecnologia e inovação fotográfica, misturando a história da Polaroid e do filme instantâneo com a tecnologia”, disse Gaga durante a coletiva.
Fato é que Gaga não entende nada de tecnologia fotográfica. É evidente que sua participação na empresa está apenas no campo “divulgação da marca”. Associar um produto, como a Polaroid, que foi descartado pelo mercado por ter sido considerado ultrapassado com a chegada das máquinas digitais, é uma tentativa – louvável – de vincular novamente a marca com o que há de mais moderno e dinâmico no cenário atual. Lady Gaga é vista como precursora, antenada, ícone de moda e, principalmente, ídolo de uma geração louca por tecnologia e disposta a gastar horrores – diga-se de passagem – naquilo que seus ídolos vendem. Vi recentemente uma pesquisa dizendo que na França 22% da população comprariam um produto que seu ídolo estivesse promovendo.
Vocês viram o novo clip de Gaga feat Beyoncé (Telephone)? Com certeza, pois ele bateu recordes de visualizações no Youtube. Mas, também pergunto, quem reparou que a Gaga usou uma Polaroid para fotografar a Beyoncé?
 
A imagem não me deixa mentir. Isso é a força de um ídolo (ícone de moda, cantor, ator…) transferindo para um produto/marca todo o seu poder de fascinação, influência, admiração… ela não disse nenhuma palavra enaltecendo o produto, mas seu simples uso já desperta o desejo do fãs. 
Essa estratégia tem dois pontos críticos a serem avaliados criteriosamente: escolher muito bem o perfil do famoso para associar a sua marca e ter MUITA grana para bancar o casamento! (risos)
(Visited 63 times, 1 visits today)
SHARE THIS

RELATED ARTICLES

LEAVE COMMENT

Curso livre a distância

CURSO LIVRE (a distância) EM VISUAL MERCHANDISING DE MODA

O curso online de Visual Merchandising de Moda do MMdaMODA abrange conceitos teóricos e práticas de mercado e está pautado em fotos, vídeos, cases de sucesso e materiais complementares, como artigos e reportagens.

Saiba mais