Diesel fecha lojas próprias no Brasil

diesel_logo

A Diesel, grife italiana conhecida por seus jeans de luxo, vai fechar suas três lojas próprias no Brasil.
Inaugurada em 2008 com a presença do dono da marca, o italiano Renzo Rosso, a loja da rua Haddock Lobo, nos Jardins (zona oeste de São Paulo) teve neste sábado seu último dia de expediente.
O investimento no ponto dos Jardins – que era o maior do grupo no mundo, com espaço de 1.700 metros quadrados, divididos em quatro andares – foi de de US$ 7 milhões.
As outras duas lojas da marca, a do Shopping Iguatemi, em São Paulo, e a do Fashion Mall, no Rio, encerrarão suas operações no próximo sábado, dia 4.
Segundo a Folha apurou, cerca de 50 funcionários serão demitidos.
De acordo com a assessoria de imprensa da Diesel, o fechamento das lojas faz parte de uma “reestruturação” da marca no país. “As lojas serão reabertas dentro de poucos meses e os funcionários, recontratados”, disse a assessoria.
O empresário paulista Esber Hajli é o representante da marca no Brasil desde 2001.

SALDÃO
Famosa também pelos preços altos, em sua despedida, a Diesel remarcou o valor de seus produtos, concedendo descontos de até 50% em todas as peças. Mesmo com os descontos, no caso dos jeans, carro-chefe da marca, os preços variavam de R$ 400 a R$ 800.
Segundo a Diesel, a venda dos produtos nos 100 pontos multimarcas espalhados pelo país não deve ser afetada.
Em 2004, a unidade do Shopping Iguatemi chegou ser a mais lucrativa das 220 lojas da marca no mundo, levando-se em conta o total de vendas por metro quadrado.
Fonte: FELIPE VANINI BRUNING – COLABORAÇÃO PARA A FOLHA.COM
(Visited 96 times, 1 visits today)
SHARE THIS

RELATED ARTICLES

LEAVE COMMENT

Curso livre a distância

CURSO LIVRE (a distância) EM VISUAL MERCHANDISING DE MODA

O curso online de Visual Merchandising de Moda do MMdaMODA abrange conceitos teóricos e práticas de mercado e está pautado em fotos, vídeos, cases de sucesso e materiais complementares, como artigos e reportagens.

Saiba mais