Visual Merchandising e Capitalismo Consciente – qual a relação?

Capitalismo Consciente visual merchandising store design varejo moda 1

 

Muitos fatores, episódios e resultados de pesquisas apontam num mesmo sentido: a sociedade ocidental caminha para um novo modelo capitalista, chamado até agora de Capitalismo Consciente.

O termo, aparentemente incoerente, revela uma visão mais ampla da sustentabilidade, já que ultrapassa as questões de responsabilidade social e ecológica. Na medida em que as pessoas exigem das empresas que elas sejam mais transparentes e justas, as empresas têm assumido filosofias de gestão que deixam o foco do lucro para cumprir um propósito que faça a diferença na vida das pessoas.

Dessa forma, o Capitalismo Consciente se baseia em quatro pilares: (i) propósito elevado, inspirando, envolvendo e energizando todos os stakeholders; (ii) cultura consciente, cultivando a confiança, integridade e transparência entre os stakeholders; (iii) liderança consciente, ao buscar o que há de melhor nos colaboradores; (iv) orientação que maximize retornos para todos os envolvidos no negócio, gerando uma empresa forte, saudável e sustentável.

Mas, como o store design e visual merchandising podem contribuir para esse fim?

Ambos são ferramentas capazes de tangibilizar os valores de uma marca no ponto de venda. Devemos transformar intenções e traços de caráter de uma marca em soluções visuais consonantes, o que se dá pela escolha de formas, cores, texturas, materiais, linhas e estilos. Afinal, de que adiantaria, por exemplo, uma linda e sustentável coleção de moda exposta numa loja que não geriu responsavelmente nenhum dos seus recursos, processos e pessoas envolvidas?!

Um bom exemplo do emprego de soluções de store design e visual merchandising para uma marca com foco no Capitalismo Consciente é o que a Hessnatur fez ao inaugurar, em 2015, sua primeira loja sustentável, em Frankfurt (Alemanha). Designers do escritório Blocher Blocher Shops projetaram os 200m2 de união entre moda, natureza, estética moderna e tecnologia, de forma que o shopper não encontre nada de plástico, por exemplo, já que os materiais são originários de cultivo sustentável, regional e podem ser reciclados – até as cortinas dos provadores são feitas em tecido natural certificado.

O sistema de iluminação é integralmente em luz de LED, mas há claraboias para aproveitamento da luz natural. O piso é de microconcreto, que consiste em 90% de substâncias minerais e menos substâncias químicas nocivas que são encontrados em argamassas convencionais, e os bancos do lounge e as telhas da loja foram feitos com sobra dos materiais usados na construção da própria loja (conceito do Berço ao Berço).

O mobiliário corresponde a uma máxima que também está na base das coleções de Hessnatur: todas as fases de produção devem ser transparentes e facilmente compreensíveis pelo consumidor. Por isso, resíduos da obra viraram mobiliário. Mas, não só, informações, histórias da marca e seus produtos são apresentados num grande mapa mundi no qual as etapas de produção individuais são mostradas em monitores. Afinal, de onde vem o algodão orgânico que utilizam? Como são as condições de produção no exterior?

Outra sacada de visual merchandising é o design minimalista como uma forma de evitar o gasto desnecessário com matérias-primas diversas e tornar a loja mais atemporal. O que se vê também no sistema de prateleiras flexíveis feitas com madeira de freixo natural proveniente de florestas locais sustentáveis locais.

Veja que muitas das escolhas dessa marca não são complexas ou caras, mas exigem apenas o desejo de gestão e uma visão criativa. Fazer bem ao mundo vai além de qualquer estratégia de marketing, é uma questão de sobrevivência para as gerações futuras. Por isso, não faltam argumentos para você começar a repensar suas práticas!

(Visited 692 times, 1 visits today)
SHARE THIS

RELATED ARTICLES

1 COMENTÁRIO

LEAVE COMMENT

Curso livre a distância

CURSO LIVRE (a distância) EM VISUAL MERCHANDISING DE MODA

O curso online de Visual Merchandising de Moda do MMdaMODA abrange conceitos teóricos e práticas de mercado e está pautado em fotos, vídeos, cases de sucesso e materiais complementares, como artigos e reportagens.

Saiba mais