Pagamentos móveis: tecnologia a serviço do cliente

pagamento móvel moda

O varejo tem a cada ano inovado e investido em novas tecnologias para atrair cada vez mais clientes das Gerações Z e Y e facilitar a jornada de compra dos mais apressados. Por isso, um dos assuntos mais abordados recentemente tem sido a tecnologia a serviço da experiência positiva do shopper.

Partindo dessa movimentação do varejo, hoje vou abordar o case dos serviços de pagamento móveis – serviços estes que as operadoras de telefonia celular e de cartões têm incentivado cada vez mais.

Pagamentos móveis também são chamados de pagamento digital ou pagamento online e trata de uma forma de pagamento que pode ser realizada a partir de qualquer lugar, mesa de um restaurante ao provador de uma loja, desde que você conte com o equipamento e/ou aplicativo necessário e com acesso à internet.

Existem vários formatos  já disponíveis no mercado, tais como leitores de cartão para celular, pagamentos online por aplicativos ou sites (vide PagSeguro) e pagamentos via NFC ou contactless, como o Android Pay, Apple Pay e o Samsung Pay.

Para o lojista do segmento de moda que deseja investir nessa prestação de serviço para o consumidor, o primeiro passo é disponibilizar tablets para cada um dos vendedores e treiná-los quanto ao uso do aplicativo escolhido. Com o equipamento em mãos e possível ainda que a equipe de vendas consulte estoque de itens específicos, dados dos clientes, como última vez que realizou compras, informações de produtos em destaque e até promoções exclusivas disponíveis para cada consumidor.

Já o cliente além de dispensar dinheiro, consegue ser atendido mais rapidamente e assertivamente e, consequentemente, tem mais tempo para usufruir da experiência de loja. Além disso, o vendedor consegue finalizar a compra no próprio tablet através do leitor de código de barras, evitando, assim, que o cliente vá até o caixa na hora de pagar – o pagamento pode ser realizado por cartão através de um dispositivo conectado ao tablet por meio de Bluetooth, o qual permite também a impressão de Cupom Fiscal ou o envio por e-mail.

Com essa tecnologia as lojas podem ganhar espaço em seus layouts com a eliminação dos caixas ou diminuição do número de check-outs. E, enquanto os consumidores vão se acostumando com a novidade e confiando no sistema e novo formato de atendimento, os lojistas ainda têm tempo para se modernizarem.

Os serviços de pagamento móveis já são utilizados no exterior por grandes empresas como Apple, J.C Penney e Nordstrom. A pioneira aqui no Brasil foi a Paquetá Calçados, porém como iniciante no negócio enfrentou diversos problemas em relação às maquininhas aceitarem as bandeiras mais usuais (Visa e Mastercard). Na época resolveram cancelar o projeto e aguardar para retomar futuramente. Outras marcas, no entanto, já experimentam em caráter de teste novas versões, como é o caso da rede Ponto Frio, que já possui este sistema em três unidades, com plano de expansão até o final de 2018.

A mais recente adesão anunciada ao mercado foi da marca O Boticário. Segundo seu diretor de canais, Ivan Murias, “comprar deixou de ser uma ação mecânica de consumo para se tornar uma verdadeira experiência de marca”. Ivan afirma ainda que “No Boticário, nossas prioridades são qualidade dos itens e excelência no atendimento e, com essa inovação, estamos dando um enorme passo na evolução dos nossos serviços, sempre com foco em tornar a relação entre marca e consumidor uma experiência positiva”.

(Visited 190 times, 1 visits today)
SHARE THIS

RELATED ARTICLES

LEAVE COMMENT

Curso livre a distância

CURSO LIVRE (a distância) EM VISUAL MERCHANDISING DE MODA

O curso online de Visual Merchandising de Moda do MMdaMODA abrange conceitos teóricos e práticas de mercado e está pautado em fotos, vídeos, cases de sucesso e materiais complementares, como artigos e reportagens.

Saiba mais