Lojas [no Brasil] para pesquisa de visual merchandising

riachuelo-ipanema
As marcas mais conceituadas buscam sempre estar à frente no seu segmento, e na moda não é diferente, por isso, algumas lojas investem pesadamente em visual merchandising, o que as torna marcas fortes e sempre em evidência – e também ótimos lugares para se pesquisar tendências de visual merchandising.
 +
É preciso entender que a chamada Cadeia Alimentar do Visual Merchandising acaba favorecendo as marcas maiores, mais estruturadas e com mais recursos disponíveis para inovação. Assim, fazer pesquisa de tendências no varejo nacional, implica, necessariamente, visitar os nomes mais renomados (leia esse artigo sobre o tema Cadeia Alimentar do Visual Merchandising).
 +
Uma loja que sempre vale uma visita para pesquisa é a RCHLO, que tem um ambiente sempre pensado para envolver e criar laços com o cliente. Desde a vitrina até o interior da loja, dos armários aos equipamentos de solo, sempre há pontos de interesse a serem explorados. Além de uma concept store que fica na Rua Oscar Freire, algumas unidades da rede exploram peculiaridades das cidades nas quais estão inseridas, causando uma identificação imediata com o público. A Riachuelo Ipanema, por exemplo, tem um projeto verde, visando a sustentabilidade, com jardins verticais internos para criar um ambiente natural, telhado verde, iluminação de LED e valorização da luz natural.
 +
 +
Outra loja que não se pode deixar de citar como referência de visual merchandising é a C&A. Também com uma concept store, que fica no Shopping Iguatemi São Paulo, a marca mantém uma flagship no Shopping Center Norte, em São Paulo, que serve como um laboratório para testar produtos, formas de exposição das peças, atendimento e experiências sensoriais com os clientes. O que surtir bons resultados poderá ser replicado nas demais lojas da rede (entenda a diferença entre Concept Store e Flagship Store aqui).
 +
A C&A trás para suas lojas tendências mundiais, através de viagens para pesquisas de visual merchandising, adaptando para a realidade de cada ponto de venda, respeitando as regionalidades e culturas diferentes.  Buscando a expressão máxima da marca, utiliza mistura de materiais, provadores temáticos, elementos flexíveis, iluminação e trilhas, pensando sempre no conforto e maior experiência de compra para o shopper.
 +
E não poderia deixar de citar a Zara, uma marca que está presente nos grandes centros urbanos e tem uma enorme preocupação com o visual merchandising e a experiência que o cliente tem nos seus pontos de vendas. A Zara preza pelo fortalecimento e potencialização da marca através do seu PDV, os quais tornaram-se grandes espaços de sofisticação e exposição de produtos impecáveis, vitrinas bem elaboradas e voltadas para o público que se pretende atingir.
 +
A Zara também tem uma loja-piloto em Arteixo, Espanha, de onde saem todas as ideias para visual merchandising da marca, equipamentos, iluminação, formas de exposição dos produtos, respeitando e adaptando para cada região em que a loja está ou será implantada. Tanto o interior da loja, quanto o exterior são a grande vitrina da marca, e devem comunicar os valores e criar a identificação com o cliente.
 +
Diferente da RCHLO e da C&A, a Zara não faz propagandas convencionais, sua propaganda principal é o ponto de venda e, por isso, é tão fundamental que a marca tenha um visual merchandising perfeito.
 +
+
Outro ponto fundamental de pesquisa são as lojas do Bom Retiro. Ará Candio, especialista de visual merchandising afirma, “há um mundo paralelo correndo nas ruas do Bom Retiro” e, de fato, lá não falta investimento e inovação em visual merchandising. Para Candio, o futuro está lá (leia o texto na íntegra). Nomes importantes do segmento, empresas de pequeno, médio e grande porte e até prêmios internacionais circulam pelas centenas de marcas independentes (e atacadistas) que estão lá. Resumindo: o que há de mais moderno em visual merchandising no Brasil pode ser encontrado nas lojas do Bom Retiro.
+
Visitar outras lojas do seu segmento de negócio é sempre um grande aprendizado. O olhar começa a ficar atento e criterioso para perceber erros e acertos dos concorrentes e precursores no setor.
 +
Você vai perceber que tem muitas coisas possíveis te implantar no seu ponto de venda, de baixo custo e que funcionam bem, pode ser um cabide diferente, uma dobradura mais elaborada ou uma displayagem de produtos. Explore, pesquise e conheça o seu mercado de atuação a fundo.
(Visited 1.044 times, 1 visits today)
SHARE THIS

RELATED ARTICLES

LEAVE COMMENT

Curso livre a distância

CURSO LIVRE (a distância) EM VISUAL MERCHANDISING DE MODA

O curso online de Visual Merchandising de Moda do MMdaMODA abrange conceitos teóricos e práticas de mercado e está pautado em fotos, vídeos, cases de sucesso e materiais complementares, como artigos e reportagens.

Saiba mais