Como é o organograma de um departamento de visual merchandising?

organograma equipe visual merchandising 2

Apesar de ser uma área relativamente nova no Brasil, a profissão de visual merchandiser é reconhecida pela Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), dentro da categoria de Designers de interiores, de vitrines e visual merchandiser e está descrita como responsável por criar e organizar vitrines e ambientes comerciais. Mas, na prática, essa descrição não traduz nem de longe tudo que um profissional de visual merchandising (VM) executa no seu dia a dia. E engana-se quem pensa que é somente na loja que os membros do departamento de VM exercem suas funções.

Cada membro que compõe a equipe de visual merchandising, independentemente do tamanho dessa equipe, está designado a desenvolver tarefas distintas e, nem sempre, possuem as mesmas habilidades e formações, porém todos trabalham com o mesmo objetivo: criar a melhor atmosfera de loja e proporcionar a melhor experiência de compra para o shopper.

A extensão do departamento de VM bem como a quantidade de integrantes depende diretamente do tamanho da empresa, cadeias de lojas, por exemplo, assim como as lojas de departamento, costumam ter equipes mais completas, haja vista o volume de serviço e a necessidade maior de trocas frequentes.

organograma equipe visual merchandising 3=
A Estrutura ideal de um departamento de visual merchandising é dividida entre equipe operacional e administrativa, vejamos agora um pouco mais sobre essa rotina de trabalho:

 Independente da rotina operacional ou administrativa para ser um bom profissional nessa área é necessário conhecer como funciona o processo como um todo, desde onde nascem as estratégias, no topo do organograma, até onde são executas as políticas de visual merchandising, que é de fato onde toda a magia acontece: o chão de loja.

O Gerente de Visual Merchandising tem como principal responsabilidade dirigir a equipe e distribuir as tarefas para cumprir com os cronogramas e calendário comercial seguidos por todas as áreas da empresa. Em resumo, um Gerente de VM precisa ser um idealizador nato, criativo e, acima de tudo, ser desprendido dos padrões acadêmicos pré-estabelecidos. Um gestor nessa área precisa entender muito bem de chão de loja além de entender de números, participações de marcas, distribuição e layout, além de todas as demais áreas que lhe são subordinadas.

A equipe administrativa de VM também é composta por arquitetos e designers que integram a equipe de Store Design, responsável pelo desenvolvimento, compras, distribuição e reposição de equipamentos, além de propor novos layouts.

A equipe de operação de VM, responsável pela padronização visual da loja, que consiste no desenvolvimento de comunicação visual específica, desenvolve os conceitos de exposição e criação de manuais de orientação (OBM) para que os conceitos sejam aplicados de forma correta e ágil nas lojas pela equipe operacional.

Em algumas empresas a equipe responsável pelo Store Design e até mesmo de criação e desenvolvimento de comunicação visual é terceirizada, mas as grandes redes preferem manter sua equipe exclusiva e treinada para os interesses da marca.

Para ascender nesse organograma é preciso muito mais do que conhecimento técnico e cursos, é preciso muita prática e experiência profissional adquirida em loja. Somente na loja é possível desenvolver o feeling e a percepção comercial necessários, habilidades muito valorizadas num profissional de visual merchandising.

(Visited 1.652 times, 1 visits today)
SHARE THIS

RELATED ARTICLES

LEAVE COMMENT

Curso livre a distância

CURSO LIVRE (a distância) EM VISUAL MERCHANDISING DE MODA

O curso online de Visual Merchandising de Moda do MMdaMODA abrange conceitos teóricos e práticas de mercado e está pautado em fotos, vídeos, cases de sucesso e materiais complementares, como artigos e reportagens.

Saiba mais