6 elementos de design aplicados ao Store Design

linha inclinada quebrada elementos design visual merchandising

Podemos compreender design como a arte de coordenar formas, linhas, texturas, luzes, materiais e cores para criar espaços e/ou objetos que satisfaçam à três pontos fundamentais: a função, as necessidades objetivas e subjetivas dos usuários e a utilização coerente e harmônica dos materiais.

Um design deverá ser percebido basicamente de duas maneiras, pela percepção visual, que está relacionada com o desejo do visual merchandiser em transmitir uma ideia pelo uso específico de arquétipos; e pela impressão visual, a qual está relacionada com o modo como o design será sentido pelo shopper, ou seja, se o resultado do projeto é dinâmico, introspectivo, se atrai silêncio, contemplação etc.

Para atingir tais resultados existem 6 elementos de design que devem ser considerados num projeto de visual merchandising, são eles: espaço; forma e contorno; linha; textura e padronagem; luz e iluminação e cor.

1. ESPAÇO: devemos coletar informações físicas relevantes de um espaço. Em linhas gerais, espaços pequenos requerem flexibilidade na solução e espaços grandes correm o risco de se tornarem impessoais. Devemos, ainda, respeitar os espaços mínimos para circulação de cadeirantes (observar recomendações da norma NBR 9050) e legislação municipais/estaduais. Afinal, um projeto que não atende a necessidade do cliente é um projeto ruim!

espaço elemento design visual merchandising 1

2. FORMA E CONTORNO: Forma pode ser bidimensional (2D) ou tridimensional (3D) e contorno será sempre plano.

Forma retilínea: é simples e óbvia, além de estável. Pode transmitir uma sensação de clausura ou de privacidade, dependendo da utilização. Tende a ser mais sóbria, conservadora e masculina.

Forma angular: é mais criativa e tem mais movimento, porém pode causar irrequietação. Paredes inclinadas tendem a se tornar visualmente mais longas do que as ortogonais (90°).

Forma curva: é mais feminina e suave. Transmite amplitude. Representa continuidade e movimento. Ambientes curvos não apresentarão cantos e podem ser mais difíceis de mobilar ao mesmo tempo que podem dar personalidade a um projeto.

forma e contorno elementos design visual merchandising

3. LINHAS: nossos olhos inconscientemente seguirão a orientação das linhas de um ambiente, por isso, elas são elementos direcionais.

Linha horizontal: ajuda a relaxar, passa a sensação de calma e tranquilidade porque nos conecta com o deitar, o infinito, o mar. Deve ser utilizada para alongar ou alargar ambientes. E para rebaixar o pé-direito ou tranquilizar.

linha horizontal contorno elementos design visual merchandising

Linha vertical: dá dignidade, sugere formalidade e estabilidade. Ideal para ambientes com baixo pé-direito e atmosfera mais formal.

linha vertical contorno elementos design visual merchandising

Linha inclinada: está mais associada com movimento, com dinamismo.  São inúmeros os ângulos que podem ser explorados. Ajuda a interligar ambientes, encurtar distâncias visualmente e a direcionar o caminho.

linha inclinada contorno elementos design visual merchandising

Linha inclinada quebrada: é formada por uma sucessão de linhas inclinadas em diferentes direções, deve ser utilizada com cautela e para um objetivo específico. Podem criar a sensação de instabilidade.

linha inclinada quebrada elementos design visual merchandising

Linha curva: predominantemente feminina, é leve e sedutora. Dinâmica, é mais relaxante se a curva for suave. Ideal para cantos e extremidades de objetos e ambientes destinados a crianças e locais de grande circulação. Pode direcionar e orientar a circulação.

linha curva elementos design visual merchandising

4. TEXTURAS E PADRONAGENS: A textura é o efeito tátil e visual que define a composição de uma superfície. Como característica possui alto grau de padrão, valor comparativo e uniformidade visual, estando ligada a percepção sensual do olhar e do toque. Uma mesma superfície com diferentes texturas pode causar diferentes reações e sensações.

texturas elementos design visual merchandising

Padronagens são o resultado de um processo criativo racional e, geralmente, são a repetição de um motivo (padrão). Elas podem ser: linear, floral e geométrica. Padronagens pequenas afastam as superfícies do observador. Padronagens grandes aproximam as superfícies do observador.

padronagens elementos design visual merchandising

5. LUZ E ILUMINAÇÃO: podemos alterar a atmosfera de um ambiente pelo simples toque no interruptor. É importante que um projeto de iluminação seja funcional, criativo e flexível. Luz e cor não podem e não devem ser pensadas independentemente: a quantidade, o tipo e qualidade da luz podem alterar uma cor. A luz pode esquentar um ambiente e até queimar produtos. As superfícies da loja vão interferir na iluminação, absorvendo luz (cores escuras) ou refletindo luz (cores claras).

6. CORES: são o primeiro elemento que cria impacto no shopper, antes mesmo que o próprio produto. Elas são capazes de interferir no humor ou na emoção das pessoas, desanimar ou inspirar uma compra. É a chamada psicodinâmica das cores. Você pode se aprofundar na teoria das cores nesse post.

(Visited 2.376 times, 1 visits today)
SHARE THIS

RELATED ARTICLES

LEAVE COMMENT

Curso livre a distância

CURSO LIVRE (a distância) EM VISUAL MERCHANDISING DE MODA

O curso online de Visual Merchandising de Moda do MMdaMODA abrange conceitos teóricos e práticas de mercado e está pautado em fotos, vídeos, cases de sucesso e materiais complementares, como artigos e reportagens.

Saiba mais