5 dicas (simples) para não errar mais nas suas vitrinas

boas ideias de vitrines lojas moda 5

Pense na sua vitrina como a principal ferramenta que você tem para melhorar o movimento e aumentar o fluxo de clientes da sua loja. Agora pense que sua vitrina é como um sorriso, ou seja, seu cartão de visitas, a única forma que você tem para encantar e atrair seu cliente, fazer com que ele entre na sua loja, se identifique com a sua marca, se sinta confiante e tenha certeza de que será bem recebido, atendido e sairá satisfeito.

Pois bem, muitas vezes, nós não damos a devida importância, mas o fato é que sem uma boa vitrina fica muito difícil encantar novos clientes e, pior, fidelizar aqueles que já conhecem a sua marca.

Pelas minhas andanças como visual merchandiser varejo à fora percebi que alguns cuidados muito simples são preciosos e podem ajudar, principalmente, aqueles que tem um pequeno negócio.

1. O próprio lojista ou a equipe de vendas fica responsável pela montagem da vitrina: Devemos levar em consideração que ambos têm milhões de outras coisas para fazer, e a vitrina acaba ficando em segundo plano e não recebe todo cuidado necessário. O correto mesmo é que um vitrinista ou visual merchandiser seja contratado para executar esse trabalho, que exige tempo, planejamento e, principalmente, técnica. Agora se o lojista não está disposto a investir e contratar um profissional da área, ele deve pelo menos buscar o mínimo de informação. Para isso existem cursos, palestras, artigos, vídeos disponíveis na internet, em Associações Comerciais, no SEBRAE, em escolas profissionalizantes e até mesmo aqui no MMdaMODA.

2. Encher a vitrina de manequins ou com todos os produtos que você tem na loja: devemos lembrar que sua vitrina precisa mostrar ao seu cliente o DNA da marca e contar uma história, (sim, mesmo uma vitrina comercial). Então, imagine um cenário lotado de informação, cheio de objetos, cores, vários manequins (principalmente se sua vitrina for pequena), uma poluição visual total! Agora imagine a confusão que isso vai causar na cabeça do seu cliente… Pois é, isso é o que a maioria dos varejistas tem feito. Uma dica, quanto menos produtos, mais você se faz compreender e desperta o desejo do consumidor.

3. Colocar produtos no chão, vitrina suja, empoeirada e escura: Vamos falar a verdade, você compraria um produto que está jogado no chão da loja? A mesma premissa vale para o chão da vitrina – pior ainda se ela estiver suja e empoeirada! Esse é um erro muito comum que vejo em muitas vitrinas por aí, produtos jogados no chão e, como muitas vezes ficam lá por muito tempo, pois acabam encalhando, ficam sujos. Roupas são pensadas/criadas para um corpo tridimensional, logo, quando são expostas dobras (no chão) ou em cabides, perdem muito da sua capacidade de sedução e auto explicação. Por isso, produtos dobrados no chão da vitrina trocam a imagem de desejo pela imagem de desleixo. Invista em algum móvel alto (mesa, cubos, nichos, prateleiras, caixotes), de forma a elevar os produtos e a ainda criar uma decoração.

4. Roupas amassadas, tags, etiquetas e alarmes aparecendo: Mais uma vez um erro que vai demonstrar total desleixo e, lembre-se, o cliente precisa se identificar com a sua marca. Você anda com as roupas amassadas? Não tira as tags das roupas que compra? Anda por ai com alarmes nas roupas? Creio que não. Seu cliente também deve se comportar como você e, sua loja, deve reproduzir os padrões que interessem a ele. Por isso, esconda as tags para dentro das peças de roupa, retire os alarmes das roupas que vão para a vitrina e nunca (jamais) coloque roupas sem passar na vitrina. Lembre-se, ela é o seu sorriso, seu cartão de visitas, a primeira impressão que seu cliente terá de você!

5. Vitrines temáticas, datas comemorativas, baixo orçamento e muita criatividade: Sim, as vitrinas temáticas funcionam, claro que em tempos de crise esse é um gasto que nenhum lojista quer ter, mas é certo que elas trazem retorno desde que sejam bem planejadas, já que fazem com que sua marca seja vista e admirada. Com muita criatividade, planejamento e técnica é possível fazer ótimos projetos com orçamentos enxutos.

Primeiramente é bom criar um calendário de ações alinhado com as datas promocionais. A ideia é tirar um pouco o seu cliente da realidade, criar uma atmosfera de fantasia e sedução (claro que de acordo com a filosofia da sua marca). Para isso, seja criativo, use materiais recicláveis, reaproveite projetos antigos, garimpe objetos em antiquários, brechós e ferros velhos, faça parcerias.

Essas são só algumas dicas para você ter mais sucesso e conquistar muitos clientes, mas principalmente mostrar a eles que aquilo que os fez entrar na loja (sua vitrina) é apenas uma amostra de todos os benéficos que você tem a oferecer lá dentro.

(Visited 1.003 times, 1 visits today)
SHARE THIS

RELATED ARTICLES

LEAVE COMMENT

Curso livre a distância

CURSO LIVRE (a distância) EM VISUAL MERCHANDISING DE MODA

O curso online de Visual Merchandising de Moda do MMdaMODA abrange conceitos teóricos e práticas de mercado e está pautado em fotos, vídeos, cases de sucesso e materiais complementares, como artigos e reportagens.

Saiba mais