Por que mudar a setorização de uma loja?

setorizacao-departamentalizacao-lojas
A setorização, também conhecida como departamentalização, é uma parte integrante da identidade da empresa, pois tem o papel de criar pequenas atmosferas em torno de um life style. Também devem conduzir o cliente pelo ponto de venda (PDV), identificando e orientado as categorias de produtos ali comercializados.
+
Estima-se que um consumidor identifique apenas 10% do mix de produtos de uma loja, por isso, a setorização é determinante na hora da compra, uma vez que um ambiente comercial não sinalizado e setorizado adequadamente pode desorientar o shopper, levando-o a desistência da compra.
+
Assim, mudar a setorização no layout de uma loja deve impactar diretamente no faturamento. Essa estratégia já é de praxe no mercado quando uma unidade fica por vários meses sem atingir a meta de vendas. Redes muito grandes geralmente têm um padrão mais rígido de vendas, atendimento e produtos, então optar por mudar a setorização pode ser algo mais simples, já que a disposição de equipamentos, araras, corners, armários, manequins etc., pode para causar uma nova sensação ao cliente.
+
O intuito é trocar os setores de lugar, criar uma nova lógica no PDV, de forma que um setor complemente ao outro, criando uma sinergia entre categorias diferentes de produtos. Assim, os setores ficam dispostos de forma a conduzir o cliente de um lado a outro por todo o PDV, para que encontre tudo o que precisa facilmente e ainda leve algum produto não planejado (compra por impulso).
+
Quando é identificada a necessidade de uma mudança de setorização o processo se inicia com uma equipe de visual merchandising que vai até a loja estudar qual a melhor disposição dos setores no layout possível. Então, após o planejamento de qual a melhor forma de conduzir o processo com a loja em pleno funcionamento, dividem-se em grupos, cada qual com uma arara rollie, para transferir as peças que estão em exposição para o novo local sem haver mistura de categorias ou estilos. O objetivo aqui é que as paredes não fiquem vazias por muito tempo, amenizando ao máximo o transtorno que o cliente vai ter ao entrar na loja para comprar.
+
Feito as trocas de setores é hora de montar as paredes novamente, com as tendências e coordenações para valorizar os produtos em exposição. Fazer as marcações de trilha principal, entrada de setor e vitrine principal.A sensação do cliente é de ter entrado em uma loja nova, tudo mudou de lugar! Ele encontra produtos novos e soluções completas de look. Basicamente acontece uma revitalização da loja, ao mudar os produtos de lugar a loja parece ganhar mais amplitude e clareza, alguns elementos podem ser inseridos como sofás, mesas e espelhos, criando um ambiente mais aconchegante e de proximidade, setores ficam bem abastecidos, produtos do estoque descem para área de vendas e fazem os olhos dos clientes brilharem.
+

Supermercado é um ótimo exemplo de setorização, seja por categoria ou por life style.

Nesse caso a identidade da empresa não foi alterada, porque a intensão não era um reposicionamento da marca e sim de alavancar as vendas em apenas uma unidade, apresentando um ambiente mais organizado e atrativo para os clientes e para os colaboradores, que sentem a mudança como algo positivo, ficam orgulhosos e satisfeitos com as alterações.

(Visited 1.300 times, 1 visits today)
SHARE THIS

RELATED ARTICLES

LEAVE COMMENT

Curso livre a distância

CURSO LIVRE (a distância) EM VISUAL MERCHANDISING DE MODA

O curso online de Visual Merchandising de Moda do MMdaMODA abrange conceitos teóricos e práticas de mercado e está pautado em fotos, vídeos, cases de sucesso e materiais complementares, como artigos e reportagens.

Saiba mais