Projeto Visual da marca Le Lis Blanc

Imagem1

A sede da Le Lis Blanc, localizada no bairro paulistano Vila Leopoldina, transpira moda em todos os detalhes de suas instalações. No mesmo prédio, com projeto arquitetônico do escritório Athiél Whonrath, estão as áreas administrativas e de estilo, além do estoque central. A decoradora Suzana Schermann cuidou da recepção e da sala da diretora de Estilo e fundadora da marca, Traudi Guida, ambiente que é um verdadeiro estímulo às ideias e uma viagem ao mundo fashion. “Ela é uma pessoa muito descolada e culta, que conhece diversas áreas e assuntos, viajada, e tem uma personalidade muito definida. A maior inspiração para conceber o espaço só poderia ser ela mesma, a figura central dessa história”, conta Suzana.
A diretora passa muito tempo em seu escritório, totalmente acessível à equipe de criação. “Ela não para nunca. Está sempre em reuniões, num sobe e desce sem fim e usa muito a mesa de reuniões, ao lado, pois está constantemente com a turma de estilo da loja. O espaço é reservado e só clientes mais especiais têm acesso a ele, mas os colaboradores e parceiros estão sempre presentes”, comenta a decoradora.
A recepção da sede administrativa tem espaço amplo e confortável, mas com personalidade. A vedete do lugar é sempre a última capa da revista da Lelis.
 
Para quebrar o cinza predominante no galpão, o vermelho dá o tom na sala da diretora de Estilo da Le Lis Blanc, Traudi Guida. Entras as peças que compõe o ambiente de 65m2, destaque para a estante vermelha, desenhada pela decoradora, mesa de centro (Via), banquetas (Depósito São Martinho) e a mesa de trabalho (Micasa).

Amostras de tecidos e acessórios da moda são fontes de pesquisa e inspiração para as criações da Le Lis Blanc.
 
O estilo arrojado está presente não apenas nos produtos da marca, mas na decoração dos ambientes da sede da empresa, como esta sala da produtora de desfiles, Silvia Borges.
Os demais ambientes da sede atendem premissas essenciais ao desenvolvimento das atividades da empresa, como luz natural nas baias dos estilistas, sendo essas com alume privacidade, porém, visualmente integradas, além de sala de produções de desfiles, a própria recepção com muito espaço e as salas de atendimento, também com luz natural. “Nosso departamento de Criação trabalha muito com pesquisas reuniões de estilo e atendimento aos fornecedores. Por isso, os ambientes foram pensados de forma a garantir espaços individualizados para cada célula de estilo, sem perder o contato visual e a integração”, descreve Lusiana Curi, diretora de Operações da marca. Junto à sala da diretoria de Criação fica a de reuniões de estilo, que acontecem com frequência. Já os locais de atendimento aos fornecedores ficam fora da área de trabalho, com o objetivo de evitar interferência externa na rotina dos profissionais.
Os modelos da Le Lis Blanc, que tanto agradam as clientes nas vitrinas das lojas, são criados neste ateliê, onde fica o departamento de Criação. Aqui também acontecem as provas e ajustes das peças, para que o caimento fique perfeito.
Área de desenvolvimento da linha Casa, que inclui principalmente acessórios para decoração, como almofadas, cinzeiros, porta-retratos e aparelhos de jantar, tudo exclusivo da marca.
Por outro lado, a integração desses estilistas com o pessoal de compras da empresa em um mesmo local agilizou muito o trabalho. Outro aspecto importante na composição dos ambientes da sede da Le Lis Blanc refere-se à discrição nas tonalidades, nos acabamentos e mobiliário. “Precisamos de um ambiente de trabalho que não brigue com as cores e estampas dos tecidos, por isso optamos por tons neutros e deixamos um toque de cor para os corrimãos e pequenas áreas”, conta Luciana. Com tudo isso, o projeto de interiores da sede, que já nasceu com premissas bem definidas, atende perfeitamente as necessidades da empresa e reflete diretamente na produtividade. Os colaboradores têm toda a estrutura de que precisam para trabalhar, com a facilidade de estarem próximos para trocar ideias de forma ágil e eficiente.

Acima: no lounge da loja, as alegres estampas da poltrona e do sofá (Atelier Design) contrastam com a parede e o piso escuros e com o tapete de zebra (FPK Couros).
Abaixo: na exposição dos produtos, as cores são neutras para que a atenção seja focada nas peças à venda.
“Nosso ideal era que o escritório da empresa tivesse o mesmo cuidado que temos com as lojas. Queríamos um ambiente prático e funcional, sem perder de vista a questão estética, e lembrando sempre que nossa atividade principal é moda”, afirma a diretora de Operações da marca. Com projeto de arquitetura e de interiores assina por Sig Bergamim, a loja loca na rua Oscar Freire, em São Paulo, tem uma exuberante fachada me madeira vidro vermelho, e é a mais pura tradução da essência da marca: sofisticada e moderna. Os quatro pavimentos abrigam os setores de moda (no térreo), casa e moda infantil (primeiro piso) e atacado (andares superiores).
Faz parte da cultura da empresa trabalhar fortemente com visual merchandising. Por isso, a cada grande novidade, como é o caso de uma remessa de mercadorias diferentes, a Le Lis Blanc troca toda a ambientação, mudando a cor das paredes. 

Fotos: Alain Brugier
Matéria: Revista KAZA – Editora Ação – Ano 3 #8
(Visited 1.143 times, 1 visits today)
SHARE THIS

RELATED ARTICLES

12 COMENTÁRIOS

  1. A marca Le Lis Blanc é autentica, tem um estilo próprio e faz uso do visual merchandising para evidencia-lo, não só em suas vitrinas e propagandas, mas também em sua própria sede de criação, que alem de inspirar e motivar o trabalho, não deixa os que funcionários, fornecedores e clientes esquecerem a visão e os valores da marca. Gostei da reportagem, que alem de falar sobre a marca, aborda questões de design de interiores.
    GIOVANNA BIANCO – Turma 2/11

  2. Acredito que tudo envolvendo uma marca tem que falar a mesma lingua, desde os escritórios e salas de reunião até o ponto de venda, mesmo as áreas em que o cliente não tem acesso direto, apenas os funcionários têm que ser um reflexo do que essa marca representa e quem essa marca é. A personalização dos ambientes acaba tornando a marca mais concreta, palpável para todos envolvidos: clientes, funcionários, fornecedores, etc.

  3. O decoração interior da loja mostra muito o objetivo de venda e o Publico- Alvo. A decoradora Suzana Schermann teve o cuidado de decorar cada ambiente de acordo com o estilo proposto da marca. Assim ficou um ambiente agradavel para os clientes, fornecedores e parceiros de trabalho. Equipe unida para manter um ambiente harmonioso tanto no aspecto decorativo quanto o otimo atendimento.
    Marina Maluf Couto

  4. A Le Lis Blanc usou muito bem o visual merchandising em seus ambientes de trabalho. Na sala de criação usaram do processo visual através de cores vibrantes, amostras de tecidos e painéis que inspiram a diretora de estilo Traudi Guida, além de ser um lugar confortável e bem iluminado, adequado para criação. O mesmo ocorre nos outros ambientes, que procuram manter o estilo parecido com o da marca, o que ajuda, também no processo criativo, mas, no caso da moda casa, de uma maneira mais neutra, para não entrar em conflito com as estampas.
    Esses processos utilizados não ajudam somente na criação, mas também na interação dos funcionários e colaboradores. Já na fachada da loja, as cores são vibrantes para chamar a atenção, mas no interior, são mais neutras para que o foco seja o produto a ser vendido.
    É muito interessante isso, por que podemos perceber que o visual merchandising pode ser aplicado em diversas situações, não somente em áreas comerciais, e que ele induz o ser humano a fazer, pensar ou sentir determinada coisa, se utilizado de maneira coerente, como por exemplo, o uso de determinadas cores que estimulam o cérebro ou que deixam o ambiente mais confortável e aconchegante, propício para, no caso, produção, reunião e criação.

  5. Achei super interessante a forma como os escritórios são sérios e ousados ao mesmo tempo… Souberam casar a imagem de novo, com seriedade, pois a Le Lis Black é uma marca bem conceituada no mercado. Deram um ar mais descontraído as ambiências, mas sem distrair o foco de seu cliente, e o mais legal é que estão sempre inovando, trocando peças, e cores, tudo pra ficar diferente, e chamar a atenção do consumidor.

  6. Muito interessante os espaços serem integrados e todos terem acesso. Creio que isso ajuda muito no processo criativo e anima os funcionários, pois eles conseguem ver que tem liberdade para trabalhar.
    Gostei também da sobriedade dos escritórios, que tem ao mesmo tempo toques de cor e criatividade. Creio que isso não cansa os funcionários, e combina muito com o estilo da loja, que preza pela beleza das peças, e elas sendo a parte mais decorativa da loja.

  7. É impressionante de ver como o Visual Merchandising, faz a diferença na decoração dos ambientes da loja, deixando a moderna e sofisticada. Os ambientes na sede da empresa, são neutros e não interferem no desenvolvimento das coleções, no trabalho das pessoas e no atendimento ao público. O estilo arrojado é percebido nos produtos da marca e também na decoração dos ambientes. Viviane Toniolo

  8. A Lelis Blanc inteligente e inovadora como é a sua marca, se permitiu trazer para seu escritório, toda a técnica do Visual Merchandising, antigamente utilizada apenas em vitrinas e interiores de lojas como forma de encantar o cliente.
    Este conceito em criar ambientes mais confortáveis, arrojados e atrativos não só permite uma maior integração e satisfação dos colaboradores mas também reflete a preocupação que a marca possui em oferecer aos seus clientes e parceiros o que possui de melhor, mostrando seu diferencial.

    Adriana Marchi Castilho

  9. A marca Le Lis Blanc utiliza o Visual Merchandising não somente nas suas lojas, mas também em seu escritório e nas suas áreas de criação. Isso permite que todos os profissionais que trabalham no local sejam interferidos positivamente com o ambiente. Afinal, um ambiente mais harmônico, confortável, agradável, bonito e relacionado com o público alvo da marca influencia na maior produtividade e bem-estar dos funcionários. Além disso, a marca priva em dar uma padronização (através de ambientes bem elaborados) tanto na sede administrativa como nas lojas, a fim de que o ambiente influencia positivamente nos funcionários (maior e melhor produção – quantidade e qualidade) como nas clientes (maior e melhor vendas de produtos).

  10. Acredito que a marca se preocupou em desenvolver um ambiente tanto de trabalho ou área de vendas em que os colaboradores e clientes conseguissem enxergar o que realmente a marca quer passar, a interatividade interna reflete de forma positiva quando se cria um produto, a decoradora se preocupou em manter a identidade na parte interna e ter um estilo mais arrojado nas áreas externas para chamar a atenção.
    Sendo assim percebemos que o visual merchandising pode ser aplicado em vários lugares, setores de uma empresa(marca).
    Acho que Le Lis Blanc usou o visual de uma forma diferente que envolveu e casou tudo.

  11. Interessante como foi pensado toda ambientação do escritório, criado um clima organizacional agradável, os colaboradores de forma geral trabalham com mais motivação, sentem-se parte da empresa, como o visual merchandising faz parte e é fundamental para a integração da marca com seus colaboradores e clientes, no caso da Le Lis Blanc apresenta toda a sofisticação e elegância, criando uma identificação do público alvo com os produtos e todo glamour que está embutido nele.

  12. Fica claro que a Le Lis se preocupa em trazer o estilo de vida proposto pela marca para todos os ambientes e situações que o nome "Le Lis Blanc" pode ser associado. Tanto no escritório como no espaço físico das lojas, o objetivo é o mesmo: manter os materiais e cores dos ambientes neutros para que os produtos se destaquem. Isso quer dizer que o visual merchandising da marca foi muito bem pensado para que fosse identificado em todas as lojas Le Lis Blanc porém que não ofuscasse o principal foco de vendas: os produtos.

LEAVE COMMENT

Curso livre a distância

CURSO LIVRE (a distância) EM VISUAL MERCHANDISING DE MODA

O curso online de Visual Merchandising de Moda do MMdaMODA abrange conceitos teóricos e práticas de mercado e está pautado em fotos, vídeos, cases de sucesso e materiais complementares, como artigos e reportagens.

Saiba mais